08 Etapas da Construção de uma Estratégia

//08 Etapas da Construção de uma Estratégia
eu-empresa-gestao-planejamento-estrategico-08-etapas-da-construcao-de-uma-estrategia-0
Lista VIP!  Conteúdos exclusivos e com prioridade
ASSINAR LISTA VIP

Melhor planejar ou sair fazendo?

Pensar, refletir, colocar no papel, dormir com o problema, repensar, testar… Ufa!

Planejar gasta energia e tempo e dá um trabalhão, não seria melhor sair logo fazendo e ir corrigindo pelo caminho?

As 08 etapas, descritas logo abaixo, são itens básicos para a construção de um planejamento estratégico. Também irão comprovar como o planejamento dá mais sentido e segurança à execução.

1 – Problema – toda ação começa com um problema

Toda estratégia é desenrolada a partir de um propósito, um porquê, uma motivação, que tecnicamente chamamos de problema.

O problema não necessariamente é algo ruim, como por exemplo: lançar um novo produto, melhorar a rotina de um trabalho ou planejar a festa de final de ano da firma.

Diante de um problema a maioria de nós já sai pensando em como fazer, isso é da natureza humana. Ainda mais nos dias de hoje, com o tempo cada vez mais escasso, onde devemos ser ágeis e práticos.

Mas…

Será que você está entendendo a real complexidade deste problema? Será que “o que percebe como problema” não é na verdade o efeito de um problema raiz?

Complicou?

O que quero dizer é que nem sempre o que percebemos como problema é o real problema e sim o seu efeito.

No exemplo do lançamento de um novo produto, o real problema deve ser algo como: solucionar uma necessidade ou desejo de um grupo de pessoas, atendendo à esta demanda.

Quanto à rotina que queremos melhorar: entendemos do porquê a realizamos todos os dias? O que devemos entregar como resultado? É realmente necessária?
Já pensou gastarmos energia para criar uma solução para um problema que realmente não existe?

Agora, a festa da firma de final de ano, bem… Esta sempre vale a pena!

“Encontrar Problema + Resolver Problema = Vida Bem Projetada.”

Bill Burnett & Dave Evans

em O Design da Sua Vida

2 – Insights – para cada problema existem infinitas possibilidades de solução

Identificado o problema, agora é pensar na solução, para isso você deve ir além da sua imaginação.

Sozinho você é limitado ao seu próprio repertório, é o que conhece e faz, e se limitar a isso é dar as costas a infinitas possibilidades de soluções que estão fora do seu contexto.

Algumas das formas que costumo “ganhar repertório pessoal” e que faço de maneira continuada são estas entre outras:

• conversar com mentores,
• estudar cases semelhantes,
• pesquisar tendências,
• participar de grupos de empreendedores,
• ler bons livros, e
• assistir bons filmes, documentários e noticiários

Durante um projeto, o importante é ouvir todos os envolvidos e demais pessoas que possam contribuir com ideias. Assim você aumenta o seu repertório e como efeito, terá mais insights e oportunidades, conseguindo ser mais assertivo nas escolhas para as soluções.

O TED abaixo é um clássico do escritor Steven Johnson que fala sobre o que nos inspira, e como as boas ideias surgiram no decorrer da história da humanidade.

3 – Estrutura – colocando todos os envolvidos na mesma página

Muito bem, aqui você já identificou o problema e tem vários insights de como resolvê-lo, agora precisamos definir uma abordagem única para documentar, organizar e comunicar a estratégia.

O método e ferramentas escolhidos deverão responder a pelos menos 03 perguntas:

1. Onde estamos hoje?
2. Onde queremos ir?
3. Como chegamos lá?

Contamos com muitas ferramentas de gestão da estratégica ágeis, práticas e descomplicadas, como o Canvas de Modelo de Negócios.

4 – Plano – documentar para não perder a memória do que foi feito

Depois de definido o método, é chegada a hora de executar o planejamento e as demandas decorrentes dele, como metas, ações e delegar as tarefas.

Para o bom andamento do projeto, todos os envolvidos devem ter conhecimento do status do projeto, do que fazer, em qual prazo e como suas ações refletem no planejamento.

O Plano de Ação, é uma excelente ferramenta para esta etapa, sendo o modelo mais conhecido o 5W2H.

eu-empresa-gestao-planejamento-estrategico-08-etapas-da-construcao-de-uma-estrategia-2

5 – Ação – realizando o planejado

Aqui você vai precisar mais do que nunca das pessoas certas, aquelas que ajudaram a definir a estratégica e que agora vão realizar as ações. Chamo de certas, aquelas capacitadas para fazer as tarefas as quais são responsáveis, mas acima de tudo comprometidas com o resultado.

Além do comprometimento, a disciplina é fundamental nesta etapa. As empresas que trabalham pautadas pelo propósito tendem a ter mais sucesso com suas estratégias. Veja o porquê neste artigo:

Propósito – O Porquê que Conecta

“Se quisermos que a glória e o sucesso acompanhem nossas armas, jamais devemos perder de vista os seguintes fatores: a doutrina, o tempo, o espaço, o comando, a disciplina.”

Sun Tzu

em A Arte da Guerra

6 – Resultados – apurar tudo o que foi feito

Poucas estratégias sobrevivem ao campo de batalha sem medir seus resultados e corrigir rotas. O aprendizado e as melhorias devem ser contínuas. A metodologia do PDCA (clique aqui para saber mais) pode ajudá-lo a entender melhor esta etapa.

Dependendo do projeto, olhar para o resultado deve acontecer em várias etapas e permanecer como rotina depois de concluído. Outra ferramenta interessante para medir o resultado é OODA Loop, acrônimo para:

  1. Observar
  2. Orientar
  3. Decidir
  4. Atuar

Foi criado por um coronel da força aérea americana para que os pilotos possam ganhar vantagem em relação aos oponentes, foi adaptada com sucesso pelo empreendedorismo e adotada por empresas como a Netflix.

7 – Medir – Os números não mentem

Com os resultados em mãos, a análise dos dados e o estudo de pesquisas relacionadas aos fatos levantados, são informações preciosas.

Sabemos que os números, apurados de forma lícita, são uma excelente base para verificarmos o que historicamente deu ou não deu certo a respeito do que estamos analisando.

Os números ratificam ou retificam percepções, muitas vezes temos algumas verdades sobre coisas que ao longo do tempo foram se modificando. Já ouvi em reuniões afirmações que ao pesquisar ou fazer levantamento de dados e analisar, a realidade se mostrou ser outra.

Por vezes pessoas tomam suas preferências como sendo a verdade. Quando nos limitamos a uma pequena amostra do que vivemos ou a um passado, mesmo recente, podemos cometer graves erros.

Toda hipótese pode ser testada e medida, mesmo quando não conseguimos ser precisos.

Sugestão!

Quando for fazer algo novo, teste pequeno primeiro, prototipar vale a pena! Aprende no decorrer do processo, melhora com o resultados e com isso você também pode provar a experiência, ver se é isso mesmo que quer! Além de ser mais barato errar pequeno…

8 – Analisar e Aplicar as Melhorias – recalcular a rota e ir adiante

Apurou os resultados, mediu e agora é você deve analisar os dados e condições para aplicar as melhorias no projeto. As vezes a decisão será a de desistir de algo, as vezes será de investir mais, em qualquer situação fara com mais segurança.

Quanto antes tomar medidas corretivas menor será o prejuízo.

Chegou a alguma conclusão?

A minha é que investir em planejamento estratégico sempre vale a pena, as vantagens são muitas. A energia e tempo que gastamos é na verdade um investimento, com retorno muito maior do que a famosa “tentativa e erro”.

Você pode ser mais rápidos, criativo e prático na execução; poupar energia, tempo e dinheiro; estando mais seguro para tomar decisões e com isso voar muito mais alto.

Invista em planejar e ganhe tempo na execução!

Abaixo um trecho de um dos livros que indico no final sobre estratégia.

“Você deve se perguntar:

Como seria o mundo sem minha empresa?

Como seria minha empresa sem um estrategista?

E se ninguém em sua companhia servir para esse trabalho?

E se ninguém pesar as opções e escolher o que seu negócio será e para quem ele fará a diferença?

E se ninguém construir um sistema de vantagens que permita fazer algo específico particularmente bem?

E se ninguém mantiver os olhos vigilantes no horizonte, zelar pela empresa, conservá-la vibrante e em evolução?

Eu conheço essas empresas.

E você também.

Elas estão espalhadas pelo mundo todo.

São as empresas sem brilho que parecem estar à espera de que algo aconteça.

Aquelas em que as pessoas trabalham loucamente, mas não fazem progresso.

Aquelas que caminham penosamente, mas nunca são capazes de provocar uma onda.

As que não são coerentes, ou que trabalham contra si próprias, minando uma parte do negócio com o que estão fazendo em outra parte.

Não são o tipo de empresa em que a maioria de nós gostaria de trabalhar ou com que faríamos negócios.

São empresas sem diferencial.”

Cynthia A. Montgomery
em O Estategista

Livros para aumentar seu reportório

Na etapa 02 acima falamos da importância do repertório para a criatividade e a geração de insights. Ler é uma das formas de você aumentar seu reportório, por isso indico 03 livros que podem ajudar com o tema.

By |2018-10-20T00:12:12+00:003 de setembro de 2018|Categories: Gestão Empresarial|Tags: , , , , |

Sobre o Autor:

Sandra Paladino
Ajudo empreendedores e empresários a terem mais resultado em seus negócios e mais tempo para uma vida integral, através de consultoria e mentoria em gestão e planejamento estratégico. Sou especialista em Plano Orçamentário e Branding.

Deixar Um Comentário

Contato

São Paulo - Brasil

Telefone: +55 11 5061-7594

Celular: +55 11 9.9676-5409

Site: https://euempresa.com.br/

Posts Recentes

Tweets Recentes

Assine Lista VIP!
 
ASSINAR LISTA VIP
close-link

VEJA MAIS
close-link
eu-empresa-checklist-para-plano-estrategico-logo-vetor

VEJA MAIS
close-link

VEJA MAIS
close-link
Lista VIP!  Conteúdos exclusivos e com prioridade
ASSINAR LISTA VIP
close-image